Afinal, vale a pena adicionar API para emitir Nota Fiscal no software?

Afinal, vale a pena adicionar API para emitir Nota Fiscal no software?

Melhorias constantes representam mais do que uma meta em setores de desenvolvimento. Com a tecnologia trabalhando a favor do negócio, diversas fontes de otimização podem ser planejadas e colocadas em prática. Nesse sentido, considerar uma forma de emitir Nota Fiscal — NFe, NFCe e NFSe — em sistemas é uma delas.

Implementar essa integração diretamente com as prefeituras e receitas estaduais não é competitivo, por isso os programadores decidem usar um serviço de terceiros para realizá-la. Contudo, aqui entra uma questão importante: optar pela compra de componentes prontos ou usar uma API na nuvem para emitir a Nota Fiscal?

Para esclarecer esse dilema, preparamos este artigo para falar dos benefícios que se obtém quando se escolhe agregar valor ao projeto por meio da API. Quer saber quais são elas? Venha conosco nesta leitura!

Vantagens de adicionar API para emitir Nota Fiscal no software

Desenvolvedores são constantemente pressionados pela demanda que recebem. Desse modo, precisam pensar sobre a adoção de ferramentas que facilitem o trabalho e gerem uma economia no tempo.

Entre as vantagens que a utilização de uma API apresenta, está a otimização de toda a engrenagem do trabalho do programador, já que aderir a ela é uma forma de mecanizar um processo necessário (e complicado) no que diz respeito à programação, emissão, suporte e armazenamento de Notas Fiscais.

Pensando nisso, trouxemos as 5 principais vantagens de utilizar uma API comercial na nuvem. Confira a seguir!

1. Otimização do tempo

Tanto o protocolo de comunicação quanto o formato XML — usuais no envio de Notas Fiscais — são muito trabalhosos. Ainda que seus desenvolvedores deem conta de gerar e transmitir XML, pode ser que muito tempo seja demandado para entender o formato e, de fato, programá-lo.

Quando se usa uma API comercial, os formatos dos arquivos são simplificados e os campos de preenchimento reduzidos. Outra vantagem é poder comunicar por meio de HTTP, tornando acessível à maioria das linguagens de programação e livrando do manuseio de diversas tecnologias como SOAP, assinatura digital etc.

Além disso, as alterações são minimizadas em casos de atualização (acontece, geralmente, uma vez ao ano). Sendo assim, o desenvolvedor não precisa se preocupar tanto em adequar os processos de comunicação com a receita, formatos ou campos.

2. Identificação e armazenamento de NFs

Um dos gargalos enfrentados por programadores ao pensar na implantação de emissão de Nota Fiscal no sistema é o armazenamento dos arquivos. É obrigatório que esses documentos fiquem guardados por 5 anos — e a API comercial oferece essa segurança sem nenhuma cobrança adicional.

Outro ponto importante é que, em localidades onde se usa contingência, a API gerencia as Notas Fiscais, enviando-as de forma mecanizada. Isso significa que, se o servidor principal estiver disponível, o desenvolvedor não precisa se preocupar com a identificação e configuração para uso das contingências.

3. Suporte garantido

Quando o assunto é emitir Notas Fiscais, o suporte é um desafio e tanto. Os órgãos responsáveis pelos sistemas públicos podem demorar um período muito extenso para responder alguma solicitação ou corrigir algum problema.

Ao optar por uma API comercial, o analista pode contar com o suporte da empresa responsável por ela. Sendo assim, todo o conhecimento dessa equipe está disponível a qualquer momento para esclarecer questões de funcionamento e prestar todo tipo de auxílio.

4. Foco no desenvolvimento

Adicionar uma função não pode ser motivo para mais uma preocupação. Dessa maneira, aderir ao uso de uma API para emissão de Nota Fiscal atende esse propósito — pois ao contar com a emissão segura e de qualidade, o programador pode passar mais tempo focado em seu sistema, nos problemas específicos de seu cliente.

Por se tratar de um serviço com etapas burocráticas, automatizar o manejo das Notas Fiscais deixa tempo e energia livres para que outras funcionalidades — que dizem respeito à atividade principal do negócio — sejam pensadas e implantadas.

5. Impossibilidade de erros humanos

A integração entre os sistemas possibilita inserção automática de dados, facilitando o preenchimento das Notas Fiscais. Da mesma forma, cálculos de impostos, por exemplo, são feitos automaticamente.

Essa facilidade trazida pelo uso de uma API de emissão de Notas Fiscais faz com que trabalhos manuais sejam eliminados e, além disso, impossibilita que erros humanos causem transtornos, prejuízos e retrabalhos. Esses benefícios se resumem em uma frase: agregar valor ao seu sistema.

Conforme há garantia de que o usuário final utiliza o programa com eficiência, usufruindo de mais recursos sem que o custo-benefício se desequilibre, firma-se o compromisso com o bom desenvolvimento e com a tomada das melhores decisões — tanto para quem programa quanto para quem utiliza o sistema.

Integração simples e bons resultados

O resultado da implementação de uma boa API comercial de emissão de Nota Fiscal é a sinergia. Todas as etapas que se relacionam às obrigações fiscais, transações bancárias etc., são contempladas, já que o sistema encurta atividades, realizando-as com menos tempo e mais eficácia.

Lidar com os documentos fiscais é uma rotina que não pode ser uma dificuldade. Além do mais, essa ação deve funcionar em prol do desenvolvimento, sempre atualizando o método para sanar as necessidades de melhoria do setor em questão. O seu sistema precisa contemplar esses levantamentos, pois eles são comuns a todos os usuários de sistemas.

Se o seu sistema não oferece essa função, pode-se dizer que ele tem uma desvantagem competitiva que precisa ser corrigida. Nesse sentido, a utilização de uma API comercial compensa (e muito!), pois é uma medida eficiente que vai agregar muito valor ao produto a um baixo custo de desenvolvimento.

Como você pôde ver, vale a pena adicionar uma API para emitir Nota Fiscal no software. Sendo assim, você deve analisar a necessidade do seu sistema atual e buscar por alternativas que sejam vantajosas tanto na prática da sua atividade quanto para a saúde financeira da área. Uma gestão inteligente baseia a tomada de decisão no que é factível e esse é o caso da adição da API: comprovadamente eficiente.

Fez todas as reflexões que propusemos neste texto? Então, não deixe de curtir a nossa página no Facebook para se manter por dentro de todos os nosso materiais educativos. Temos muito mais dicas para você! Até mais!

Utilize uma API para emissão de documentos fiscais eletrônicos

Nota Fiscal eletrônica é assunto sério e pode dar muito trabalho para seu time de desenvolvimento. Mas você não precisa se preocupar e nem ter um custo alto para terceirizar a emissão destes documentos. A Focus NFe é uma plataforma especializada em documentos fiscais. Atua no mercado desde o surgimento desta tecnologia. Empresas de todos os portes já emitiram mais de 11 milhões de documentos fiscais.

Veja abaixo a lista de todas as APIs disponíveis na Focus NFe

  • NFe: Emita Nota Fiscal Eletrônica
  • NFSe: Nota de serviço com um formato único e simplificado
  • NFCe: Nota ao consumidor
  • CFe SAT: Em SP? Sem problemas, temos integração com SAT também.
  • CTe: Conhecimento de transporte eletrônico (inclusive CTe OS)
  • MDe: Receba por webhooks todas as notas emitidas para o seu CNPJ

Além de APIs acessórias úteis para o seu software.

  • CEP: Busca de CEPs sempre atualizada com a base de dados dos Correios
  • CFOP: Consulte todos os códigos fiscais de operação
  • NCM: Mantenha o cadastro de produtos de seu cliente sempre correto com o código NCM padronizado