Como o Pix irá reduzir os custos por transação para PJ

Como o Pix irá reduzir os custos por transação para PJ

Você provavelmente já sabe o que é o Pix e já deve ter uma noção de como ele funciona, afinal, quando o assunto é operações bancárias, o Pix é a sensação do momento. A nova ferramenta do Banco Central para transferências de valores entre pessoas físicas e também pessoas jurídicas veio para descomplicar e agilizar a vida dos brasileiros. Veja mais:

O Pix permite que uma transferência de dinheiro, que antes deveria ser feita através de TED ou DOC, em horário comercial, com uma tarifa alta e diversas limitações, seja feita em tempo real, em qualquer horário e dia da semana, até mesmo nos feriados. Uma grande revolução na forma como os brasileiros lidam com o seu dinheiro, que estará disponível a partir de 16 de novembro.

A grande vantagem do Pix, no entanto, passa a ser para as pessoas jurídicas, principalmente pequenos empreendedores que dependiam de taxas altas dos intermediadores de pagamentos, as famosas “maquininhas de cartão”. Com o Pix, o consumidor poderá pagar suas compras ou serviços através de QR code ou da chave Pix, que por transferir o dinheiro em tempo real, permite que o comerciante ou prestador de serviço seja notificado da transação e possa confirmar naquele instante o pagamento do produto ou serviço.

Apesar do Pix ser gratuito para pessoa física, os bancos poderão cobrar taxas de pessoas jurídicas. O Banco Central definiu que as instituições bancárias terão liberdade para definir suas próprias taxas. Porém, a concorrência entre os bancos garantirá que as taxas sejam menores do que de intermediadores de pagamentos ou emissores de boletos, e em alguns casos, até mesmo tenha isenção desta tarifa para pessoas jurídicas.

Como Funciona o Cadastro do Pix para PJ?

O cadastro já está disponível e funciona da mesma maneira para PF e PJ: através do aplicativo ou internet banking do banco onde a empresa/pessoa tem conta. A empresa poderá cadastrar até 20 chaves Pix e não poderá usar a mesma chave em dois bancos diferentes, as chaves podem ser o número do CNPJ, telefone, e-mail, ou até uma chave personalizada.

Quais os meios disponíveis para uma empresa receber através do Pix?

A empresa que optar por receber pagamentos através do Pix poderá utilizar o QR code (emitido através do internet banking), onde o pagador irá escanear o código e efetuar o pagamento através do aplicativo do banco, por NFC (Near Field Communication) através de dispositivos que possuam essa tecnologia, como smartphones e smartwatches, e através da própria chave Pix.

Como é a segurança das transações com o Pix?

O Pix utiliza criptografia em todas as etapas da transferência e o Banco Central garante que todas as transações serão extremamente seguras. Além disso, tanto o pagador como o recebedor das transações serão notificados quando a transação for bem sucedida ou em casos de falhas ou erros.

Utilize uma API para emissão de documentos fiscais eletrônicos

Nota Fiscal eletrônica é assunto sério e pode dar muito trabalho para seu time de desenvolvimento. Mas você não precisa se preocupar e nem ter um custo alto para terceirizar a emissão destes documentos. A Focus NFe é uma plataforma especializada em documentos fiscais. Atua no mercado desde o surgimento desta tecnologia. Empresas de todos os portes já emitiram mais de 11 milhões de documentos fiscais.

Veja abaixo a lista de todas as APIs disponíveis na Focus NFe

  • NFe: Emita Nota Fiscal Eletrônica
  • NFSe: Nota de serviço com um formato único e simplificado
  • NFCe: Nota ao consumidor
  • CFe SAT: Em SP? Sem problemas, temos integração com SAT também.
  • CTe: Conhecimento de transporte eletrônico (inclusive CTe OS)
  • MDe: Receba por webhooks todas as notas emitidas para o seu CNPJ

Além de APIs acessórias úteis para o seu software.

  • CEP: Busca de CEPs sempre atualizada com a base de dados dos Correios
  • CFOP: Consulte todos os códigos fiscais de operação
  • NCM: Mantenha o cadastro de produtos de seu cliente sempre correto com o código NCM padronizado