Controle de fluxo de caixa: conheça 5 ações essenciais

You are currently viewing Controle de fluxo de caixa: conheça 5 ações essenciais

A forma como uma empresa faz a sua gestão financeira pode determinar seu sucesso ou encerramento. Por isso, é preciso ter muita atenção no controle de fluxo de caixa.

Ainda que seja uma ferramenta primordial, muitas empresas acabam deixando de lado detalhes importantes na hora de gerenciar essa operação.

Para te ajudar com isso, separamos aqui 5 processos que não podem faltar no seu controle de fluxo de caixa.

Acompanhe o artigo para conhecê-los.

Importância do controle de fluxo de caixa

Em linhas gerais, o fluxo de caixa é o registro das movimentações financeiras de uma empresa em um determinado tempo.

Portanto, a sua importância é bem evidente: sem um controle das entradas e saídas de dinheiro, torna-se impossível gerenciar uma organização.

A forma como cada empresa faz esse registro pode variar bastante. O ponto chave é criar um meio que seja eficiente e faça sentido para aqueles que irão gerenciá-lo.

5 ações essenciais para o controle de fluxo de caixa

Como comentamos, a movimentação financeira correta é um dos fatores cruciais para manter uma empresa ativa e saudável no aspecto gerencial.

Confira a seguir as ações que levantamos com primordiais para manter o seu fluxo de caixa bem organizado, útil e fácil de ser gerenciado.

Registre

O primeiro passo é criar uma rotina de registros. Catalogar entradas e saídas é algo que deve ser feito logo que a movimentação ocorrer. Caso contrário, as anotações necessárias podem se acumular e informações podem ser perdidas.

Na hora de registar, o fator organização é indispensável. Nesse sentido, vale criar categorias para as suas movimentações. Classifique entradas e saídas para facilitar a compreensão por todos que terão acesso ao fluxo de caixa.

Verifique

Mesmo quando não houver nenhuma entrada ou saída no dia, a verificação deve ser feita diariamente. Empresas de micro e pequeno porte podem acabar espaçando muito a checagem do caixa, devido ao acúmulo de funções de seus colaboradores/gestores. 

Essa falta de atenção diária ao fluxo de caixa pode ser muito prejudicial, visto que informações podem ser perdidas sem que ninguém se dê conta. Por isso, fique de olho e também procure criar uma rotina de verificação.

Planeje

O fluxo de caixa não tem a função apenas de gerenciar as movimentações que estão acontecendo no momento. É por meio de seu acompanhamento que pensar no futuro se torna possível.

Nesse sentido, vale considerar curto e longo prazo. Afinal, da mesma forma que será preciso provisionar recursos para um evento no ano que vem, é preciso garantir que os salários do mês seguinte sejam todos pagos.

Avalie

Quando o fluxo de caixa é bem gerenciado, é possível extrair informações valiosas de seus registros. A partir disso, é possível fazer uma avaliação realista da situação e promover os ajustes necessários.

Sem essa avaliação, não é possível saber se a empresa está obtendo o retorno desejado, se os preços estabelecidos estão adequados e tantos outros aspectos indispensáveis. 

Automatize controle de fluxo de caixa

Hoje em dia, a velocidade com que tudo acontece exige que os processos também sejam agilizados. É por isso que vale a pena contar com a ajuda de um sistema de gestão financeira automatizado.

Com um software que te ajude a reduzir o tempo com tarefas burocráticas e facilite o entendimento dos dados, seu trabalho pode se tornar muito melhor.

Confira mais artigos sobre SaaS e documentos fiscais no blog do Focus NFe.

Deixe um comentário