ERP: vantagens de utilizar uma API na emissão de NFe

ERP: vantagens de utilizar uma API na emissão de NFe

Utilizar uma API ou desenvolver integração para emissão de NFe?

Diversas empresas de ERPs precisam oferecer em seus sistemas a função de emissão de documentos fiscais e podem ficar em dúvida sobre qual é a melhor opção.

Com isso, muitos desenvolvedores tentam fazer uma integração direta com órgãos fiscais por conta própria, como por exemplo com a Sefaz. No entanto, existem algumas desvantagens em agir dessa forma, pois o desenvolvimento exige esforço e investimento maiores do que utilizar uma API integrada. 

Outras dificuldades que também podem aparecer vão desde a dificuldade de integração com prefeituras (que ocasionalmente podem não ter webservice) até retrabalhos por conta de instabilidades de servidores e a necessidade de certificados para emissão de algumas notas.

Então, no post de hoje vamos mostrar algumas vantagens para ERPs quando utilizam uma API para a emissão de notas fiscais.

Vantagens de utilizar uma API

As APIs servem para facilitar a integração de sistemas promovendo um ambiente mais seguro e eficiente, permitindo a otimização de serviços e outros setores da empresa. Veja algumas das vantagens a seguir:

API com suporte abrangente

Um ERP que opta por integrar sozinho a emissão de notas fiscais pode perder tempo principalmente quando tem que lidar com as diversas prefeituras, estados e união.  Isso porque o sistema terá que estar em concordância com cada nota desses lugares em específico.

Quando se tem uma API para emissão de notas, tanto o gerenciamento das notas fiscais quanto o suporte em torno das peculiaridades de cada documento já é garantido. Isso acontece pois empresas de APIs estão habituadas ao funcionamento de cada órgão fiscal.

Armazenamento de arquivos 

Outro ponto importante é o armazenamento de notas fiscais das empresas. 

Em sistemas que não possuem uma API de emissão, a chance de sobrecarga e dificuldades no desenvolvimento para armazenar documentos são maiores. Assim, considerar uma API comercial que tenha a guarda obrigatória de 5 anos mostra mais uma vantagem.

Atualizações

Todos os anos a emissão de notas fiscais passa por atualizações. Sejam mudanças da versão dos documentos até a implementação de novos documentos em regiões distintas.

Portanto, ter soluções mais eficientes e com mais funcionalidades trazem benefícios aos negócios. Nesse caso, as APIs ajudam os desenvolvedores a se adequar de forma mais prática e menos trabalhosa diminuindo os impactos dessas mudanças. 

Gestão de contingência

Com uma certa frequência, os servidores das prefeituras e secretarias da fazenda ficam indisponíveis. Dessa forma, para alguns tipos de notas fiscais e em determinados estados e municípios, é possível fazer o uso da contingência.

Logo, caso o servidor principal se encontre indisponível, as APIs comerciais entram em ação gerenciando o direcionamento das notas para a contingência. Garantindo a emissão das notas até que a situação se normalize.

Foco e produtividade otimizada

Levando em conta que a emissão de notas demanda muita atenção e energia, ter uma API libera mais tempo para outras atividades. Com isso, a produtividade é otimizada, permitindo o ERP focar em outras necessidades do seu negócio.

Concluindo, as APIs trazem uma série de vantagens para ERPs e permitem funcionalidades otimizadas na emissão de notas fiscais.  Uma boa API te ajuda a reduzir burocracias, tempo e custos. 

Que tal experimentar a API do Focus NFe por 30 dias GRÁTIS?

Crie sua conte e comece hoje mesmo! 

Para testar, não é necessário cadastro de cartão de crédito!