OKR: Como Funciona e Dicas de Execução

OKR: Como Funciona e Dicas de Execução

O OKR (Objectives and Key Results) é uma das metodologias de trabalho mais famosas dos últimos tempos e ganhou grande notoriedade com a adoção pelo Google, desde a sua fundação em 1999, até os tempos atuais. Mostrando que o método OKR pode ser usado para pequenas empresas e corporações de abrangência mundial.

Como Funciona o OKR

A melhor forma de entender como funciona o OKR é seguir a explicação de John Doerr (investidor de empresas como Google e Amazon). Segundo ele a fórmula do OKR funciona da seguinte forma:

Eu vou (Objetivo) medido por (conjunto de Resultados Chaves)

Nessa fórmula, o Objetivo são descrições qualitativas do que se deseja alcançar. Enquanto os Resultados Chaves são métricas quantitativas e mensuráveis que medem o progresso em direção ao Objetivo. Para cada Objetivo, cria-se de 2 a 5 Resultados Chaves.

Exemplo do OKR

O primeiro ponto a ser estabelecido é o Objetivo. Vamos supor que uma empresa SaaS deseja melhorar a experiência do cliente. Apesar deste ser um Objetivo importante, são necessários indicadores para medir se ele foi atingido ou não. Para isso precisamos dos Resultados Chaves.

Como podemos medir a melhora da experiência do cliente? Bons indicadores seriam diminuir o Índice de Cancelamento (churn), aumentar a Taxa de Compra de Complementos (cross-selling) e aumentar a Taxa de Upgrade (up-selling) do SaaS. O up-selling e cross-selling são fatores importantes para balancear a satisfação do cliente, visto que apenas clientes satisfeitos topam comprar mais ou ampliar serviços.

O OKR ficaria assim:

Objetivo: Melhorar a Experiência do Cliente

Resultados Chaves:

  • Diminuir o Índice de Cancelamento (churn) em x%
  • Aumentar a Taxa de Compra de Complementos (cross-selling) em x%
  • Aumentar a Taxa de Upgrade (up-selling) em x%

Só com a realização plena de todos os Resultados Chaves, podemos dizer que o objetivo de Melhorar a Experiência do Cliente foi alcançado de forma integral. Esse é um exemplo simples para entender como o OKR pode ajudar empresas a alcançarem seus objetivos.

Recomendações para executar o OKR

A execução do OKR é o mais importante e delicado momento, é essencial que principalmente na primeira implementação em uma companhia ou equipe, todos os colaboradores entendam como a metodologia funciona e seus ganhos em torno dela.

Outra recomendação são as revisões e planejamentos. De nada adianta implementar objetivos se semanalmente o time não olhar para eles e alinhar as tarefas, as realizações e resultados. Mais do que um quadro na parede, o OKR deve ser um meta traçada.

Falando em times, principalmente para empresas mais estruturadas é essencial dividir os OKRs por times e níveis, com derivações conforme setores. Os gerentes podem definir seu OKR e a partir destes objetivos, cada setor define o seu.

Mas mesmo para startups e pequenas empresas é possível aplicar o OKR para todo o time, traçando objetivos únicos para toda a companhia. É um método democrático e sem limitações de tamanho ou estrutura.

Como o OKR é montado pelo time em conjunto, não atrele resultados a ganhos financeiros e bônus. Isso porque muitas vezes esse tipo de bonificação faz com que as pessoas prefiram tornar os Objetivos mais fáceis para atingir os resultados. Pense que o OKR é um desafio profissional e de equipe, acima de tudo.

Sempre estipular metas ambiciosas é a essência do OKR. Se a empresa está trabalhando com esse método e cumpre 100% dos objetivos, eles estão muito fáceis. É preciso avançar mais rápido ou estipular voos mais altos.

Por último, evite listar OKRs demais. Aalguns profissionais começam a ver o método como uma lista de tudo que deve ser feito. OKR são prioridades durante o período estabelecido.

Mesmo seguindo todos as dicas, não esqueça que o OKR deve se adaptar a sua empresa e não o contrário. Qualquer metodologia implementada deve sempre ajudar a enxergar caminhos de forma mais clara e não gerar tarefas complicadas de adaptação.

Utilize uma API para emissão de documentos fiscais eletrônicos

Nota Fiscal eletrônica é assunto sério e pode dar muito trabalho para seu time de desenvolvimento. Mas você não precisa se preocupar e nem ter um custo alto para terceirizar a emissão destes documentos. A Focus NFé é uma plataforma especializada em documentos fiscais. Atua no mercado desde o surgimento desta tecnologia. Empresas de todos os portes já emitiram mais de 11 milhões de documentos fiscais.

Veja abaixo a lista de todas as APIs disponíveis na Focus NFe

  • NFe: Emita Nota Fiscal Eletrônica
  • NFSe: Nota de serviço com um formato único e simplificado
  • NFCe: Nota ao consumidor
  • CFe SAT: Em SP? Sem problemas, temos integração com SAT também.
  • CTe: Conhecimento de transporte eletrônico (inclusive CTe OS)
  • MDe: Receba por webhooks todas as notas emitidas para o seu CNPJ

Além de APIs acessórias úteis para o seu software.

  • CEP: Busca de CEPs sempre atualizada com a base de dados dos Correios
  • CFOP: Consulte todos os códigos fiscais de operação
  • NCM: Mantenha o cadastro de produtos de seu cliente sempre correto com o código NCM padronizado