O que é BPO financeiro

João Vallim

Conteúdo

O BPO financeiro é uma alternativa que pode ajudar na organização, com a terceirização de serviços internos de um negócio. 

Para muitos empreendedores, focar no core business por vezes se torna difícil, considerando a quantidade de atividade que precisam ser feitas. 

Desde a gestão ao controle financeiro, é preciso pensar em modos práticos de lidar com as tarefas e manter o foco no negócio.

Então, no artigo de hoje entenda o que é e como esse recurso pode ser um auxílio no crescimento de uma empresa.

O que é BPO financeiro

O significado da expressão BPO financeiro se divide em duas partes. 

A primeira é a sigla “BPO”, que vem do inglês Business Process Outsourcing, que é o ato de terceirizar a gestão de alguns processos. Então, somado ao financeiro, trata-se da terceirização dos processos financeiros de uma empresa.

Logo, realizar um BPO financeiro nada mais é do que contratar uma empresa terceirizada para cuidar do setor de finanças da sua empresa. 

Assim, todas as operações, incluindo a gestão, planejamento, contabilidade e obrigações tributárias, ficam a encargo do prestador de serviços contratado. 

Dentre algumas das atividades realizadas pelo BPO se encontram:

  • Rotina diária de todas as entradas e saídas do negócio
  • Gerenciamento de pagamentos de fornecedores 
  • Lançamento de contas a pagar 
  • Organização de pagamentos a serem autorizados
  • Transações de pessoas através de folha de pagamento de empregados
  • Emissão de notas fiscais
  • Elaboração do fluxo de caixa
  • Gestão de indicadores e documentos
  • Análise de crédito

Como o BPO financeiro funciona

O BPO financeiro é dividido em etapas que possuem entregas para cada uma. Vejamos:

Inicialização

Aqui o prestador de serviços vai se aprofundar no ambiente da empresa, de maneira a entender as expectativas e necessidades do negócio. 

Através da imersão nos processos e no conhecimento das pessoas envolvidas e sistemas utilizados, o BPO vai poder analisar o que é preciso para a empresa alcançar seus objetivos. 

Nessa etapa, também são estabelecidas quais as ferramentas, metodologias, métricas, formas de acompanhamento dentre outros processos que serão utilizados.

Manutenção

Essa fase está dentro da rotina diária das atividades financeiras, onde são feitos fluxos contínuos de acordo com as demandas burocráticas. Esse processo contribui para a geração de informações que otimizam as estratégias do negócio.

Alguns dos fluxos delimitados podem ter o auxílio de tecnologias. Como por exemplo os controles de contas a pagar e receber, assim como a emissão de notas fiscais, fluxos de caixa, entre outros.

Vale lembrar que, se o BPO financeiro também for responsável pelo setor contábil, outras funções são atribuídas. Tais como a certificação digital, emissão de NFs/mês, fechamento contábil, relatório de impostos pagos, análise de otimização tributária, departamento pessoal e relatórios gerenciais de contabilidade.

Suporte estratégico

No suporte estratégico, o BPO deve manter o relatório das finanças atualizado em paralelo às rotinas diárias. Desse modo, traz maior segurança nas tomadas de decisões que influenciam o negócio.

Portanto, essa etapa é considerada muito importante, pois garante através da maior precisão possível uma forma de antecipar problemas e oportunidades ou até mesmo quando é a hora de mudar a rota.

Para que o BPO financeiro tenha sucesso no suporte, é necessário que o prestador de serviço seja ágil em reconhecer os problemas e em apontar as soluções para os responsáveis pelas decisões dentro da organização.

Vantagens do BPO financeiro

Analisando o uso do BPO, podemos ver algumas vantagens. Vamos a elas:

Foco no core business

O BPO financeiro traz vantagens que permitem focar mais no core business, independente do tamanho da empresa. Seja no caso de profissionais autônomos, micro e pequenos empreendedores que têm a infraestrutura mais restrita, ou empresas de maior porte.

Isso porque ao terceirizar as atividades financeiras, há maior espaço para realizar outras atividades importantes para o crescimento do negócio. 

Olhar Estratégico

Outro ponto é que com o auxílio de um BPO, a empresa pode ter um olhar mais estratégico sobre as finanças em busca de decisões mais seguras e que tragam crescimento.

Quando se trata de empresas com maior porte, ter um serviço especializado é atrativo. Ainda mais por ter mais processos burocráticos e demandas financeiras e tributárias.

Legislação Tributária

Por fim, algo que exige maior atenção e que pode ser complicado para as empresas é a legislação brasileira. 

Pelo fato de ter muitas peculiaridades e passar por mudanças constantes no regime tributário, ter um profissional especializado e focado em atender essas demandas é essencial.

BPO financeiro: Conclusões

A longo prazo, é possível ter muitos benefícios ao terceirizar a gestão financeira. 

Além das vantagens já citadas, você tem um profissional especializado fora da sua folha de pagamento, acesso a tecnologia apropriada com custo justo e suporte legal em diversas áreas.

Com o BPO financeiro você tem um ambiente financeiro mais saudável e mais tempo para focar em outros aspectos do seu negócio. 

Porém, cabe verificar quais são as necessidades da empresa, a fim de compreender qual é a melhor parceria a ser feita dentro da sua realidade. 

Confira mais conteúdos sobre documentos fiscais e SaaS em nosso blog.

João Vallim

João Vallim

Analista de marketing, nerd, videomaker e fotógrafo nas horas vagas.

Inscreva-se em nossa newsletter​

Receba nossos conteúdos exclusivos em primeira mão.

Explore outros conteúdos:

calculadora sob uma mesa com papéis com anotações.
Nota Fiscal
Welker Zigante

O que é DIFAL do ICMS? Entenda como funciona e quem paga!

O termo Diferencial de Alíquota (DIFAL) se refere ao recolhimento do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) e busca promover equidade tributária entre os estados brasileiros.

Empreendedores como proprietários de e-commerces que realizam compras fora do estado e vendem para consumidores finais, precisam considerar as variações nas alíquotas do ICMS entre os estados.

Logo, dada a complexidade dessa legislação, compreender o que é e como funciona o DIFAL pode ser desafiador, especialmente devido às diferentes alíquotas e leis em cada um dos 26 estados e no Distrito Federal relacionadas ao ICMS e aos produtos e serviços tributados.

Acompanhe o nosso post de hoje e compreenda melhor esse processo.

Leia mais »
/nota-tecnica-2016-003
Nota Fiscal
Junior Muniz

Nota Técnica 2016.003: confira a nova tabela de NCM!

A Nota Técnica 2016.003, publicada em dezembro de 2016, é um documento fundamental para a emissão da Nota Fiscal Eletrônica (NF-e). Ela define a tabela de Nomenclatura Comum do Mercosul (NCM) e as Unidades de Medidas Tributáveis (Utrib) a serem utilizadas na NF-e.

Desde que foi lançada, a Nota Técnica 2016.003 passou por diversas alterações, a fim de atualizar a tabela de NCM e Utrib conforme as mudanças da legislação e as necessidades do mercado.

A seguir, abordamos em detalhes todas essas mudanças nas diferentes versões da Nota Técnica e quais códigos foram incluídos e excluídos do documento.

Leia mais »