Pix na NFC-e Rio Grande do Sul: Entenda o Decreto 56.670 – SEFAZ

Ludmila Ferreira

Conteúdo

Com o novo decreto da SEFAZ, o pix na NFC-e Rio Grande do Sul terá suas regras alteradas. 

Assim, as informações do Pix na NFC-e deverão ser inseridas para que a Receita tenha conhecimento dos valores recebidos por meio desse tipo de transferência. 

Para os desenvolvedores ligados a soluções de emissão fiscal eletrônica, é preciso ficar atento para incluir essas informações o quanto antes em suas aplicações.

O que é a NFC-e

A Nota Fiscal do Consumidor eletrônica é um documento digital emitido e armazenado de forma eletrônica. 

Sua função é a documentação de transações comerciais de venda presencial ou de venda para entrega domiciliar. Foi criada para substituir os documentos de papel, de forma que essa transação se tornou mais econômica e mais fácil de ser fiscalizada. 

Como é utilizada

Para ser utilizada é preciso ter um software de emissão, o certificado digital e acesso a internet.

Assim, no momento da venda você pode preencher os dados no caixa e enviá-los em tempo real para a Sefaz. A resposta do Fisco é imediata e com isso o DANFE-NFC-e é liberado, podendo ser impresso e entregue ao cliente.

Em caso de falta de conexão com a internet, é possível trabalhar em modo de contingência. Dessa maneira, a emissão da NFC-e é feita quando a conexão se restabelece e o software envia as NFC-es sem atrasar os processos.

Informações na NFC-e

Para que a emissão ocorra, é imprescindível que as seguintes informações estejam presentes na NFC-e: 

  • Data e hora em que a compra foi efetuada;
  • Dados da empresa emitente;
  • Descrição das mercadorias compradas;
  • Forma de pagamento;
  • Total do pagamento;
  • Local onde a venda foi realizada.

Com o novo decreto, outros elementos também serão acrescentados, como por exemplo o Pix na NFC-e.

Pix na NFC-e Rio Grande do Sul

O decreto 56.670 publicado em setembro de 2022 tornou obrigatório o Pix na NFC-e. Sua incidência se inicia apenas no Rio Grande do Sul e impõe que diversos estabelecimentos se adequem à emissão da NFC-e.

De forma resumida, o decreto determina o registro da forma de pagamento nas NFC-es das empresas, tanto em dinheiro como cartão de crédito ou débito, além do Pix e CPF do pagador.

A instrução normativa entrou em vigor em 1ª de Janeiro de 2023, mas a obrigatoriedade será uma realidade apenas em setembro do mesmo ano.

Adequação e prazos

Para estabelecimentos com atividades econômicas que se enquadram no CGC/TE nas classes 4711-3 e 4712-1 da CNAE, como supermercados, hipermercados e minimercados, a exigência entrou em vigor em 01 de abril de 2023.

Já para estabelecimentos com faturamento superior a R$ 720.000,00 no ano de 2022, o prazo se estende até 01 de julho de 2023. Ao passo que para faturamentos superiores a R$ 360.000,00 no ano de 2022, o limite é 01 de julho de 2023.

Atualização Pix na NFC-e Rio Grande do Sul

No dia 15 de maio de 2023, a Sefaz publicou a Instrução Normativa RE nº 037/2023 onde estabelece novos prazos de obrigatoriedade da vinculação dos pagamentos à NFC-e.

Assim, foi prorrogado para 01/01/24 para os demais estabelecimentos.

Um dos pontos a se atentar é que o item 29.5.1.4 ficou assim: “Para efeitos do disposto nas alíneas  ‘a’ a ‘c’ do subitem 29.5.1, serão consideradas:

  1. a soma do faturamento de todos os estabelecimentos do contribuinte localizados no Estado;
  2. para o contribuinte que iniciou suas atividades no ano de 2022, a proporcionalidade dos valores de faturamento ao número de meses ou fração de mês de atividades no ano.”

Com essas novas indicações, é preciso maior agilidade na adequação dos sistemas fiscais e ERP’s. Isso porque vários ajustes são gerados com essas mudanças e o tempo é curto para fazê-las.

Outro fator relevante, em especial para os desenvolvedores, é que essas alterações começam em apenas um estado, mas futuramente podem atingir os demais. De forma que em breve o registro do Pix na NFC-e pode se tornar uma obrigação nacional. 

A Nota Fiscal do Consumidor eletrônica é um documento essencial para que os negócios sobrevivam dentro do novo decreto. Assim, colocar em prática os ajustes do Pix na NFC-e é extremamente necessário.

Confira mais conteúdos sobre meios de pagamento e documentos fiscais no blog da Focus NFe.

Ludmila Ferreira

Ludmila Ferreira

Assistente comercial e marketing na Focus NFe. Apaixonada por vôlei, música e livros.

Inscreva-se em nossa newsletter​

Receba nossos conteúdos exclusivos em primeira mão.

Explore outros conteúdos:

Nota Técnica 2023.004
Nota Fiscal
Hélio Marques

Nota Técnica 2023.004: novo evento para NF-e e NFC-e (ECONF)

documentos fiscais e recursos financeiros recebidos.

Assim, todos os que estão envolvidos no processo da emissão da Nota Fiscal eletrônica (NFe) e a Nota Fiscal de Consumidor eletrônica (NFCe), têm a possibilidade de anotar no documento fiscal as transações financeiras relacionadas através do Evento de Conciliação Financeira (ECONF).

No entanto, em 02 de fevereiro de 2024, foi lançada a versão 1.10 da NT 2023.004 com algumas alterações importantes. Acompanhe o artigo de hoje e entenda mais sobre essas mudanças.

Leia mais »
Nota Técnica 2019.001: Atualizações das Regras de Validação
Nota Fiscal
Douglas Pinheiro

Nota Técnica 2019.001: Atualizações das Regras de Validação

A Nota Técnica 2019.001 trata-se de um documento com alto impacto para desenvolvedores e demanda regras de validação mais rígidas. Por isso, passa por atualizações constantes, a fim de melhorar os serviços oferecidos aos consumidores.

Algumas de suas regras têm a ver com tópicos importantes, como benefícios fiscais, melhora do controle de documentos referenciados e a identificação do destinatário, descrição de informações do ICMS com mais precisão, entre outros tópicos.

A seguir, trazemos as mudanças da Nota Técnica 2019.001 nas diferentes versões do documento, lançadas nos últimos anos.

Leia mais »
Nota Fiscal Falsa: Como evitar golpes
Nota Fiscal
Gabriel Hissatomi Davanzo

Nota Fria: o que é, como identificar e como evitar golpes?

A Nota Fria é todo documento que contém qualquer tipo de informação adulterada. Esse é um problema que nem sempre fica claro e até mesmo as partes não envolvidas na ação criminosa podem ser afetadas judicialmente.

Portanto, é essencial saber como identificar as notas falsas e como lidar com esses percalços para evitar fraudes e se prevenir contra este tipo de documento. Acompanhe o artigo de hoje e saiba como reconhecer a Nota Fria.

Leia mais »