API Rest: o que é e como criar

João Vallim

Conteúdo

O que é e como criar uma API rest? Para entender a API rest é importante lembrar o que são as APIs e como elas funcionam.

APIs são uma interface de programação de aplicações. Através de padrões, informam dados e outros itens importantes para uma aplicação em específico, promovendo a comunicação entre diferentes softwares.

Leia mais sobre APIs em nosso artigo: Por que criar uma API?

Logo, a API Rest está dentro do ambiente das APIs, sendo um dos vários padrões disponíveis que garantem um melhor desenvolvimento em serviços para web.

Vamos entender melhor esse padrão? 

O que é API Rest?

API Rest ou API Restful, é uma API que é baseada em protocolos HTTP, ou seja, em web.

Com o aumento da adesão do uso de armazenamento de soluções digitais em nuvem, o           API rest tem sido utilizado com frequência. Isso acontece porque ela fornece dados em um formato padronizado baseado em requisições HTTP.

Um exemplo de uso dessas APIs, são as plataformas que permitem ao usuário, utilizá-las como opção de login em cadastros externos. Isso é comum no caso de redes sociais e contas de e-mail, como Facebook e Gmail.

Como funciona uma API Rest?

No momento que essas plataformas permitem o uso de seu login em outros locais, suas APIs fornecem dados para as aplicações externas, facilitando o cadastro e o acesso.

Basicamente, a API fica aguardando até que uma requisição de acesso seja feita, para então começar a operar. Assim, ela conecta dados armazenados em uma plataforma e repassa para outra.

Logo, essas interfaces servem para estruturar diversas aplicações web. Uma vez que troca informações entre aplicativos e sistemas de forma padronizada.

Uma API Rest aumenta a performance diante de situações de concorrência. Por exemplo, quando um grande número de pessoas fazem uma mesma solicitação simultaneamente, a API usa verbos para saber qual é o objetivo da requisição feita.

Tipos de verbos de requisição

Os verbos de requisição são métodos utilizados para dizer quais ações as APIs devem realizar, de acordo com a solicitação do usuário. Esses nomes provém de verbos em inglês e são:

  • GET: verbo que solicita dados para a API. Assim, a interface vai em busca dos dados em um banco e, possivelmente, retorna no formato JSON (notação de objeto JavaScript).
  • POST: serve para a criação de um recurso em uma API específica, onde esses recursos são os objetos tratados dentro da mesma.
  • PUT:  auxilia na atualização do recurso que é indicado com alguma informação.
  • PATCH: é utilizada para atualizar apenas uma parte de um recurso.
  • DELETE: requisição que exclui um dado.

Todas essas requisições têm suas operações acessadas através de Endpoints (URLs). 

Assim, cada requisição é composta por um método HTTP junto a um cabeçalho de requisição. Nessa parte, pode constar tanto informações de dados de autenticação da API como dados de origem da requisição e qual o formato do retorno.

Cabe ressaltar que, apesar do corpo da requisição e do retorno poderem utilizar outros formatos, o mais comum é o formato JSON. Desde o envio até o retorno das requisições, esse formato é muito utilizado por sua compatibilidade ser mais simples entre as linguagens e frameworks de backend e frontend. 

Como criar uma API Rest

Para criar uma API Rest, são necessários conhecimentos em protocolos HTTP, assim como servidores e linguagem de programação para web.

Ter domínio de Javascript também faz a diferença. Afinal, algumas APIs dependem dessa linguagem para sua criação, especialmente em frontend e backend. Entretanto, para backend não é obrigatório. Isso porque também é possível criar APIs em qualquer linguagem que proporcione uma interface HTTP.

Ao criar uma API, saiba primeiro quais informações você quer captar e transmitir. Fique atento também,  ao escopo da aplicação e como os dados serão viabilizados. 

Analise os tipos de requisição que em algum momento possam gerar congestionamentos na aplicação, ou seja, que permitam excessos de pedidos que necessitam de mais ações estratégicas.

E aí, conseguiu perceber como uma API Rest pode ter funções que facilitam tarefas? 

Utilizar uma dessas APIs torna a comunicação entre softwares e aplicativos mais simples, assim como ações mais otimizadas. 

Leia mais conteúdos sobre API em nosso blog.

João Vallim

João Vallim

Analista de marketing, nerd, videomaker e fotógrafo nas horas vagas.

Inscreva-se em nossa newsletter​

Receba nossos conteúdos exclusivos em primeira mão.

Explore outros conteúdos:

Nota Técnica 2023.004
Nota Fiscal
Hélio Marques

Nota Técnica 2023.004: novo evento para NF-e e NFC-e (ECONF)

documentos fiscais e recursos financeiros recebidos.

Assim, todos os que estão envolvidos no processo da emissão da Nota Fiscal eletrônica (NFe) e a Nota Fiscal de Consumidor eletrônica (NFCe), têm a possibilidade de anotar no documento fiscal as transações financeiras relacionadas através do Evento de Conciliação Financeira (ECONF).

No entanto, em 02 de fevereiro de 2024, foi lançada a versão 1.10 da NT 2023.004 com algumas alterações importantes. Acompanhe o artigo de hoje e entenda mais sobre essas mudanças.

Leia mais »
Nota Técnica 2019.001: Atualizações das Regras de Validação
Nota Fiscal
Douglas Pinheiro

Nota Técnica 2019.001: Atualizações das Regras de Validação

A Nota Técnica 2019.001 trata-se de um documento com alto impacto para desenvolvedores e demanda regras de validação mais rígidas. Por isso, passa por atualizações constantes, a fim de melhorar os serviços oferecidos aos consumidores.

Algumas de suas regras têm a ver com tópicos importantes, como benefícios fiscais, melhora do controle de documentos referenciados e a identificação do destinatário, descrição de informações do ICMS com mais precisão, entre outros tópicos.

A seguir, trazemos as mudanças da Nota Técnica 2019.001 nas diferentes versões do documento, lançadas nos últimos anos.

Leia mais »
Nota Fiscal Falsa: Como evitar golpes
Nota Fiscal
Gabriel Hissatomi Davanzo

Nota Fria: o que é, como identificar e como evitar golpes?

A Nota Fria é todo documento que contém qualquer tipo de informação adulterada. Esse é um problema que nem sempre fica claro e até mesmo as partes não envolvidas na ação criminosa podem ser afetadas judicialmente.

Portanto, é essencial saber como identificar as notas falsas e como lidar com esses percalços para evitar fraudes e se prevenir contra este tipo de documento. Acompanhe o artigo de hoje e saiba como reconhecer a Nota Fria.

Leia mais »