O que é data driven e a importância para o negócio?

You are currently viewing O que é data driven e a importância para o negócio?

Data driven é uma série de práticas inseridas na análise de dados que permite que as empresas tomem decisões estratégicas através do suporte de ferramentas digitais.

Com as atuais revoluções tecnológicas e mudanças em automação e troca de dados, o data driven passou a fazer parte de muitos modelos de negócios. 

Isso acontece porque possui uma ampla possibilidade de captação e análise de dados, trazendo benefícios para a utilização otimizada de dados em busca de resultados.

Mas o que é o data driven e qual a sua importância para as empresas?

É o que vamos ver no artigo de hoje, acompanhe!

O que é data driven?

Considerada como cultura data driven, essa metodologia utiliza dados como meio de análise para a orientar as tomadas de decisões. Assim, a partir da conclusão obtida com as análises, é possível identificar desafios e oportunidades de modo que o negócio pode tomar decisões mais promissoras.

Dentre vários benefícios, a programação orientada por dados traz segurança para realizar mudanças com maior embasamento, proporcionando maior adaptação, estratégia e até mesmo a sobrevivência dos negócios.

A cultura data driven traz capacitação não apenas a um grupo seleto dentro da organização, mas permite que vários profissionais de áreas distintas se tornem aptos a analisar e interpretar dados. 

Através da tecnologia, as empresas podem ficar mais ligadas quanto às tendências de mercado, comportamento dos consumidores, bem como a descoberta de novas ideias com potencial.

Importância do data driven para as empresas

Atualmente, para ser uma empresa competitiva, é preciso manter-se por dentro das mudanças e inovações de seu segmento. É preciso estar conectado e pronto para atuar frente às demandas do mercado. 

Nessa linha, o data driven permite que os negócios antecipem  necessidades, encontrem oportunidades e permaneçam em sintonia com o mercado.

Alguns benefícios são:

Decisões ágeis e mudanças seguras

Como já ressaltamos, a cultura data driven traz maior agilidade na tomada de decisões, resultando em estratégias mais assertivas e que garantem melhores resultados.

Por dar acesso a uma grande quantidade de informações que dizem respeito ao próprio negócio, tomar decisões e realizar mudanças fica mais fácil e seguro uma vez que são feitas com base em dados qualificados. 

Dados atualizados em tempo real

Com as ferramentas de TI disponibilizadas, as coletas de dados permitem uma análise em tempo real. 

Com isso, as decisões podem ser tomadas utilizando dados com base no cenário mais real viável. Isso reduz a chance de erros e traz mais estratégia de mercado.

Gestão otimizada

Outro fator, é que cultura data driven permite identificar os processos que podem ser automatizados e por consequência otimizados

De estratégias de marketing a gestão de pessoas, é possível fazer uso dos recursos pensando em uma forma mais prática e proveitosa.

Reconhecer oportunidades

Aqui entra um grande diferencial para as empresas que aplicam o data driven: reconhecer oportunidades.

A interpretação de dados traz maior precisão na hora de analisar o mercado. Com isso, fica mais fácil perceber oportunidades e colocar em prática ações melhor orientadas, trazendo um diferencial e aumentando a competitividade.

Desenvolvimento de estratégias integradas

Ao inserir a metodologia do data driven, é preciso ter em mente que toda a estrutura da organização vai passar a operar de forma integrada. 

Pautada na análise dos dados que foi realizada, todas as estratégias definidas vão ser direcionadas para um mesmo objetivo.

Leia também: Como vender software pela Internet?

Implementando o data driven

Toda mudança de estrutura e funcionamento, passa por etapas de implementação até que seja totalmente absorvida. Com o data driven não é diferente, é preciso seguir alguns passos para que essa metodologia seja inserida de forma eficaz.

O Google, ao divulgar seus processos internos, ressalta que para realizar a implementação, é preciso considerar 5 pilares. São eles:

  1. Pessoas: em todos os setores os profissionais devem passar por treinamento, para compreender o data driven.
  1. Processos: são totalmente integrados através de recursos de nuvem. Ao tornar o acesso a informações universal, há maior coletividade e processos e operações são mais ágeis e inteligentes.
  1. Assets: são as propriedades digitais da empresa, importantes por serem as ferramentas utilizadas para corrigir e otimizar processos.
  1. Dados: é importante que as empresas adotem políticas de proteção de dados que assegurem a transparência. De forma que os usuários tenham total conhecimento sobre como os dados são coletados e usados garantindo o compliance.
  1. Tecnologia: usar  tecnologias que facilitem a abordagem do data driven de maneira que a coleta de dados aconteça tranquilamente e com precisão. Alguns exemplos de tecnologias são: Big Data, Machine Learning, Inteligência Artificial, Ferramentas de automação, Data Analytics, Cloud computing ou Data lake.

Portanto, é preciso estar preparado para o data driven. 

Certifique-se de ter uma infraestrutura de qualidade e confiável para o bom andamento do sistema e redes da empresa e tenha profissionais capacitados para atender as necessidades da infraestrutura.

Confira mais artigos sobre SaaS e documentos fiscais no blog do Focus NFe.

Deixe uma resposta