O que é Pix e como funciona?

João Vallim

Conteúdo

Disponibilizado pelo Banco Central desde novembro de 2020, o Pix chegou para ficar. Mas você sabe exatamente o que é Pix?

No artigo de hoje, vamos entender melhor sobre esse método de transferência, entendendo seus principais benefícios e a forma de usá-lo.

Vamos lá?

O que é Pix?

Pix é um meio de transferência de valores entre contas bancárias. Seu principal diferencial é que permite transações em qualquer dia ou horário e, em sua maioria, sem custos.

A conclusão de um envio com esse método dura em torno de 10 segundos, sem impedimentos em relação a feriados ou finais de semana.

Além disso, esse tipo de transferência é integrada aos canais digitais dos próprios bancos, o que dispensa o uso de qualquer outro aplicativo ou sistema.

É possível usar o Pix para pagar um amigo, fazer uma compra ou até mesmo fazer o recolhimento de impostos e taxas de serviços.

Pix é uma sigla?

Não! Essa confusão é comum, já que outras formas de transferência populares são siglas, como TED e DOC.

TED significa Transferência Eletrônica Disponível e DOC quer dizer Documento de Ordem de Crédito.

Já o nome Pix foi criado para remeter à tecnologia, fazendo menção aos “pixels”, que são os pontos luminosos de uma tela digital.

É um título simples e objetivo, que reflete seus principais benefícios, como veremos a seguir.

Benefícios do PIX

Como vimos ao longo do artigo, o Pix chegou para revolucionar as formas de transação monetária. 

Nesse sentido, podemos destacar três benefícios principais que esse sistema oferece.

Economia

O grande benefício desse meio de pagamento é a redução dos custos com transferências, já que a maioria das ações é disponibilizada sem tarifas. Mas vale ressaltar que nem sempre o Pix é gratuito!

Segundo o Banco Central, existe a garantia de gratuidade para os casos de pessoa física e MEI quando recebem transferências Pix ou efetuam esse tipo de pagamento por meio de canais digitais (app ou internet banking).

Confira também: Como o Pix irá reduzir os custos por transação para PJ

Mas ainda que não seja gratuito em todos os casos, a economia é perceptível. Para melhores esclarecimentos, indicamos consultar a Resolução BCB n° 19 de 1/10/2020.

Liberdade

O detalhe sobre o Pix que favorece a liberdade é em relação aos prazos.

Por estar disponível em todos os dias do ano, não se tem impedimentos para usar essa forma de pagamento em finais de semana ou feriados.

Além disso, essa forma de pagamento pode ser feita a qualquer horário. Isso faz uma grande diferença quando comparado com as outras formas de transação.

O TED, por exemplo, só permite a transferência no mesmo dia se for antes das 17h. O DOC, por sua vez, só cai no dia seguinte à operação e se for feito após as 21h59, só no segundo dia útil.

Um elemento que pode trazer algumas limitações ao Pix é em relação ao limite de valores transferidos. Isso tem a função de garantir a segurança do usuário, que pode definir seus limites para se precaver em casos de assaltos ou fraudes.

Agilidade

Os pagamentos via Pix são consideravelmente mais rápidos pois a transferência é feita automaticamente, em qualquer hora do dia.

Outro elemento que agiliza as transações é o uso da Chave Pix, como veremos a seguir.

O que é a Chave Pix?

A Chave Pix é uma forma de facilitar a conexão entre as partes que irão fazer uma transação.

Ao invés de passar diversos dados, como número da conta, agência e etc, você passa apenas uma informação e a transferência já pode ser feita.

É possível cadastrar como Chave os seguintes dados:

  • CPF ou CNPJ
  • E-mail
  • Número de telefone celular
  • Chave aleatória (um código gerado pelo sistema)

Além disso, uma pessoa ou empresa pode gerar um QR Code e disponibilizá-lo para outros capturarem essa imagem com a câmera do celular e possibilitar a transferência.

É importante deixar claro que o registro de uma Chave Pix não é obrigatório. Fica a critério de cada usuário optar se vai usá-la ou não.

Pessoas físicas podem cadastrar até 5 chaves por conta e PJ até 20 chaves, também por conta bancária. Essas chaves não podem se repetir entre contas diferentes. 

Ou seja: se você optar por usar seu número de celular como chave no banco X, terá que escolher outra forma de identificação para ser a sua chave no banco Y.

Agora que você já sabe o que é o Pix…

Você pode usar o Pix em suas transações no dia a dia! Com certeza esse é um sistema que tem facilitado e muito a vida de muita gente.

Para melhorar a gestão da sua empresa, conheça mais sobre API para notas fiscais com o Focus NFe.

João Vallim

João Vallim

Analista de marketing, nerd, videomaker e fotógrafo nas horas vagas.

Inscreva-se em nossa newsletter​

Receba nossos conteúdos exclusivos em primeira mão.

Explore outros conteúdos:

Nota Técnica 2023.004
Nota Fiscal
Hélio Marques

Nota Técnica 2023.004: novo evento para NF-e e NFC-e (ECONF)

documentos fiscais e recursos financeiros recebidos.

Assim, todos os que estão envolvidos no processo da emissão da Nota Fiscal eletrônica (NFe) e a Nota Fiscal de Consumidor eletrônica (NFCe), têm a possibilidade de anotar no documento fiscal as transações financeiras relacionadas através do Evento de Conciliação Financeira (ECONF).

No entanto, em 02 de fevereiro de 2024, foi lançada a versão 1.10 da NT 2023.004 com algumas alterações importantes. Acompanhe o artigo de hoje e entenda mais sobre essas mudanças.

Leia mais »
Nota Técnica 2019.001: Atualizações das Regras de Validação
Nota Fiscal
Douglas Pinheiro

Nota Técnica 2019.001: Atualizações das Regras de Validação

A Nota Técnica 2019.001 trata-se de um documento com alto impacto para desenvolvedores e demanda regras de validação mais rígidas. Por isso, passa por atualizações constantes, a fim de melhorar os serviços oferecidos aos consumidores.

Algumas de suas regras têm a ver com tópicos importantes, como benefícios fiscais, melhora do controle de documentos referenciados e a identificação do destinatário, descrição de informações do ICMS com mais precisão, entre outros tópicos.

A seguir, trazemos as mudanças da Nota Técnica 2019.001 nas diferentes versões do documento, lançadas nos últimos anos.

Leia mais »
Nota Fiscal Falsa: Como evitar golpes
Nota Fiscal
Gabriel Hissatomi Davanzo

Nota Fria: o que é, como identificar e como evitar golpes?

A Nota Fria é todo documento que contém qualquer tipo de informação adulterada. Esse é um problema que nem sempre fica claro e até mesmo as partes não envolvidas na ação criminosa podem ser afetadas judicialmente.

Portanto, é essencial saber como identificar as notas falsas e como lidar com esses percalços para evitar fraudes e se prevenir contra este tipo de documento. Acompanhe o artigo de hoje e saiba como reconhecer a Nota Fria.

Leia mais »