Quais são os principais KPIs para SaaS? Confira!

Quais são os principais KPIs para SaaS? Confira!

Empresas que comercializam softwares dependem de validação e atualização constante dos produtos que desenvolvem. Com sistemas baseados na Internet, modificações em layouts e funcionalidades podem ser promovidas de maneira mais rápida e simples do que ocorre com softwares licenciados.

Mas, para isso, é preciso conhecer melhor os resultados e a satisfação dos seus clientes. Como? Utilizando indicadores de desempenho, mais conhecidos como KPIs — do termo em inglês, key performance indicators.

Métricas são o ponto de partida para correção de rumos quando os indicadores trazem dados não muito interessantes. Assim, é possível converter um resultado ruim em oportunidade de crescimento e atingir metas traçadas para o seu negócio. Se você não sabe, por exemplo, qual é a taxa de cancelamento relativa aos seus serviços, como pode agir para sustentar a sua base?

Note que, se está fazendo esforço para conquistar clientes (o que tem custo) mas não consegue mantê-los ativos, o esforço de captação é pouco efetivo. Vamos começar a mensurar seus resultados agora? Continue a leitura e conheça as principais métricas para aplicar no seu negócio!

Churn

O índice de cancelamento (taxa de Churn) indica qual é o percentual dos seus clientes que estão desistindo dos serviços prestados.

Para calcular essa taxa, é necessário dividir a quantidade de cancelamentos pela quantidade de clientes ativos. Multiplicando o resultado por 100, obtém-se o valor percentual. Veja a fórmula:

Taxa de Churn = nº de cancelamentos / nº de clientes ativos x 100

O índice pode ser calculado para avaliar períodos específicos, como mês, semestre ou ano. Confira como ficaria o cálculo de uma empresa que, no mês, registrou 90 cancelamentos para uma base de 1.100 clientes:

Taxa de Churn = 90 / 1.100 x 100

Taxa de Churn = 8,18%

Lifetime value (LTV)

O valor do tempo de vida do cliente indica qual é a contribuição média de cada um deles para o faturamento da sua empresa. Para isso, é preciso conhecer dois dados, que devem ser calculados previamente: ticket médio e tempo de retenção. Confira, então, os três cálculos:

Ticket médio

Ticket médio = faturamento / nº de clientes

Considere uma empresa com 1.010 clientes e R$ 120 mil de faturamento mensal. Assim, temos:

Ticket médio = 120.000 / 1.010

Ticket médio = R$ 118,81

Tempo de retenção

Para conhecer o tempo de retenção, é necessário saber quantos clientes cancelaram serviços e quanto tempo de relacionamento cada um deles possuía no momento da desistência.

Considere como exemplo a empresa que registrou 90 cancelamentos no mês. Destes, 35 clientes cancelaram após 8 meses de relacionamento, 10 após 2 meses de relacionamento, 25 após 6 meses e 20 cancelaram após 12 meses. Agora, é preciso calcular a média:

Tempo de retenção = cancelamentos por período / cancelamentos totais

No exemplo:

Tempo de retenção = (35 x 8) + (10 x 2) + (25 x 6) + (20 x 12) / 90

Tempo de retenção = 280 + 20 + 150 + 240 / 90

Tempo de retenção = 7,66

Ou seja, arredondando, o tempo de retenção é de 8 meses.

LTV

Enfim, agora, é possível calcular o valor do tempo de vida do cliente. A fórmula é simples:

LTV = ticket médio x tempo de retenção

No exemplo:

LTV = 118,81 x 8

LTV = R$ 950,48

Taxa de conversão

Será que o seu esforço para captar clientes está dando um bom resultado? É possível verificar isso utilizando a taxa de conversão, que indica quantas prospecções foram convertidas em relacionamento. Veja a fórmula:

Taxa de conversão = clientes adquiridos / n° prospectado  x 100

Considerando uma empresa que tenha prospectado 200 pessoas em um mês, das quais 50 foram convertidas em clientes:

Taxa de conversão = 50 / 200 x 100

Taxa de conversão = 25% 

Usar KPI para verificar os resultados é algo que vai tornar sua empresa mais eficiente, já que as métricas possibilitam a identificação de como melhorar o desempenho do seu negócio.

Se você gostou de aprender sobre KPI, curta nossa página no Facebook e acompanhe todos os novos conteúdos sobre gestão!

Utilize uma API para emissão de documentos fiscais eletrônicos

Nota Fiscal eletrônica é assunto sério e pode dar muito trabalho para seu time de desenvolvimento. Mas você não precisa se preocupar e nem ter um custo alto para terceirizar a emissão destes documentos. A Focus NFe é uma plataforma especializada em documentos fiscais. Atua no mercado desde o surgimento desta tecnologia. Empresas de todos os portes já emitiram mais de 11 milhões de documentos fiscais.

Veja abaixo a lista de todas as APIs disponíveis na Focus NFe

  • NFe: Emita Nota Fiscal Eletrônica
  • NFSe: Nota de serviço com um formato único e simplificado
  • NFCe: Nota ao consumidor
  • CFe SAT: Em SP? Sem problemas, temos integração com SAT também.
  • CTe: Conhecimento de transporte eletrônico (inclusive CTe OS)
  • MDe: Receba por webhooks todas as notas emitidas para o seu CNPJ

Além de APIs acessórias úteis para o seu software.

  • CEP: Busca de CEPs sempre atualizada com a base de dados dos Correios
  • CFOP: Consulte todos os códigos fiscais de operação
  • NCM: Mantenha o cadastro de produtos de seu cliente sempre correto com o código NCM padronizado