Como é formada a Chave de Acesso de NF-e, NFC-e, CT-e e MDF-e?

Como é formada a Chave de Acesso de NF-e, NFC-e, CT-e e MDF-e?

Como é formada a Chave de Acesso de uma nota fiscal eletrônica? Essa é uma pergunta muito comum dentro das empresas, já que a emissão de notas fiscais faz parte da rotina de muitos, principalmente no setor de vendas e prestação de serviços. 

Dentre os documentos fiscais emitidos com mais frequência estão as notas NF-e, NFC-e, CT-e e MDF-e. Cabe lembrar que cada uma dessas notas possui detalhes particulares, mas um ponto comum a todas elas é a Chave de Acesso.

Por ser um detalhe visto constantemente, a Chave de Acesso gera dúvidas. Ainda mais por quem ainda não sabe como ela é formada e qual a sua importância.

Hoje vamos apresentar algumas informações para te ajudar a entender a Chave de Acesso, contribuindo para uma gestão mais eficiente no seu setor fiscal

Confira!

Chave de Acesso da Nota Fiscal eletrônica

A Chave de Acesso foi criada para agilizar operações comerciais e proporcionar maior segurança. Através de uma sequência numérica única, ela é usada como identificação de notas fiscais eletrônicas. 

Mas por que ela é usada como identificação de uma nota?

Pelo fato de que documentos fiscais distintos podem possuir números iguais no arquivo XML no Documento Auxiliar da Nota Fiscal eletrônica (Danfe). 

Dessa forma, a Chave de Acesso entra como uma identidade da nota, diferenciando um documento de outro. Assim, ajuda a evitar problemas na hora de identificar, organizar e armazenar notas.

Como é formada a Chave de Acesso

Como mencionado no tópico anterior, a Chave de Acesso de um Documento Fiscal é composta de uma sequência numérica, formada por 44 números. Esses números representam dados que formam a identidade da nota fiscal.

A formação do número se dá através de grupos que têm uma quantidade específica de caracteres. Esses grupos são:

  • cUF – Esse é o código do estado onde a empresa que vai emitir a NF-e está localizada.
  • AAMM –  representa o mês e o ano da emissão da NF-e;
  • CNPJ – CNPJ do emitente;
  • mod – é a identificação do modelo do documento fiscal;
  • Série – Série do Documento Fiscal;
  • nNF – Número da Nota Fiscal Eletrônica;
  • tpEmis – tipo de emissão do documento;
  • cNF – código numérico da Chave de Acesso;
  • cDV – Dígito Verificador da Chave de Acesso.

Na tabela abaixo, é possível verificar  quantidade de caracteres específica para cada grupo:

GRUPOcUFAAMMCNPJmodSérienNFtpEmiscNFcDV
Quantidade de caracteres020414020309010801

Vale lembrar que ao preencher o código da UF, deve-se estar atento, pois cada  estado possui um código próprio para ser utilizado na Chave de Acesso.

Em nosso outro post, temos a relação completa. Confira: Quais são os códigos de cada uf no Brasil

Em conclusão, entender a Chave de Acesso e como ela é formada traz vários benefícios. Dentre eles, podemos citar a otimização da gestão fiscal, maior segurança nas operações comerciais e a prevenção de erros na hora de emitir notas.

Nessa linha, pensando em tornar mais ágil o processo de emissão de notas, o Focus NFe dispõe de um API simplificado. Com ele é possível emitir os documentos fiscais que possuem Chave de Acesso com uma única comunicação. 

Quer saber como funciona?
Teste nossa api gratuitamente por 30 dias